Tuberculose provoca uma em cada três mortes relacionadas à AIDS no mundo

Mesmo que a tuberculose (TB) seja evitável e curável, ela ainda é a infecção que causa o maior número de mortes em todo o mundo, eliminando mais de 4,4 mil vidas por dia.

A tuberculose também continua sendo a principal causa de morte entre as pessoas que vivem com HIV, causando uma em cada três mortes relacionadas à AIDS. O relato é do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS).

Mesmo que a tuberculose (TB) seja evitável e curável, ela ainda é a infecção que causa o maior número de mortes em todo o mundo, eliminando mais de 4,4 mil vidas por dia.

A tuberculose também continua sendo a principal causa de morte entre as pessoas que vivem com HIV, causando uma em cada três mortes relacionadas à AIDS.

No entanto, houve progresso ― as mortes relacionadas à tuberculose entre as pessoas que vivem com HIV alcançaram o maior índice em 2005, com 600 mil mortes. Desde então, caíram pela metade, para 300 mil em 2017.

Os países comprometeram-se na Declaração Política de 2016 da ONU sobre o Fim da AIDS em reduzir 75% das mortes por tuberculose entre as pessoas vivendo com HIV até 2020.

Até 2017, cinco países de baixa ou média renda alcançaram ou superaram essa meta ― outros 18 países reduziram as mortes por tuberculose entre pessoas que vivem com HIV em mais de 50% e estão no caminho para alcançar a meta até ao final de 2020, desde que a ampliação dos serviços seja mantida.

No entanto, as estimativas também mostram que a maioria dos países não está no caminho certo e que as mortes estão aumentando em algumas regiões e países.

Fonte: UNAIDS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *